Notícias

Assembleia dia 03

MUNICIPÁRIOS SEGUEM EM GREVE E FAZEM MOBILIZAÇÕES NA CÂMARA DE VEREADORES

Em assembleia geral realizada na tarde desta terça-feira (03), os municipários rejeitaram a nova proposta do Executivo, apresentada à categoria por intermédio do vereador Roger Ney (PP), líder do Governo na Câmara de Vereadores e definiram permanecer em greve até a próxima avaliação em assembleia.

Conforme o presidente do Simp, Duglas Lima Bessa, os servidores também decidiram fazer mobilizações na Câmara Municipal nesta quarta e quinta-feira pela manhã, buscando junto aos vereadores o avanço da negociação, com o pagamento do piso do magistério, reajuste salarial de 16%, R$ 622,00 de base de cálculo e vale alimentação de R$ 210,00; além das demais reivindicações da data base; garantir a rejeição das propostas de plano de carreira e garantir o não corte do ponto.

A categoria definiu ainda por realizar assembleia na própria Câmara de Vereadores, caso o Executivo apresente outra proposta aos municipários. Caso não haja nenhuma nova proposta do Governo Municipal, a próxima assembleia para avaliação do movimento será na segunda-feira, dia 09, às 14 horas, no Pelotense.

“Todas as intervenções na assembleia foram no sentido de rejeitar a nova proposta do Executivo, que em verdade somente concede outro prazo para debate das propostas de plano de carreira mas não atende, nem mesmo se aproxima, das pretensões de reajuste salarial, base de cálculo para vantagens e do vale-alimentação que os municipários reivindicam”, explica o presidente do Simp.

Duglas Lima Bessa lembra que no vizinho município do Capão do Leão os servidores obtiveram 7,94% de reajuste e mais R$ 50,00 de vale alimentação, fazendo com que este benefício passe para R$ 250,00 mensais. “O prefeito Fetter Jr. se limita a apresentar proposta de 4,53% de reajuste e a irrisória quantia de mais R$ 10,00 de vale alimentação. Com mais estes R$ 10,00 nosso vale passaria a R$ 130,00 mensais, o que é verdadeiramente aviltante”, critica Duglas.

“Além disto, como o vencimento básico de 80% da categoria é inferior ao mínimo nacional, mesmo que fosse aceito o reajuste oferecido pelo prefeito, de 4,53%, apenas iria ocorrer a diminuição do complemento até o salário atingir R$ 622,00, sem qualquer alteração no ganho final”, explica, acrescentando que para os demais servidores que porventura estejam acima do salário mínimo não haveria sequer a mesma correção da inflação oficial dos anos anteriores, quando o índice aplicado era o INPC e neste ano é oferecido o IGP-M, que tem percentual menor.

Durante o comparecimento da Câmara os municipários também irão buscar esclarecer aos vereadores, por meio de representantes escolhidos na assembleia, os motivos para a rejeição das propostas de plano de carreira do prefeito Fetter Jr..

Cartaz_assembléia_03.04.12

ASSEMBLEIA GERAL 03/04/12

Ato no Jornal da RBS

MUNICIPÁRIOS DEFINEM NOVOS PROTESTOS

Em plenária pública realizada na Praça Coronel Pedro Osório e que reuniu mais de 1.500 servidores na manhã desta quinta-feira, os municipários, que estão em greve por prazo indeterminado, definiram novas atividades de mobilização até a próxima terça-feira, quando haverá assembleia geral da categoria, às 14 horas, no auditório externo do Colégio Pelotense.

Após a plenária, servidores da Administração Direta e do Sanep, que também estão em greve, realizaram grande ato de protesto em frente a Prefeitura.

Além da assembleia geral na próxima terça, os municipários decidiram realizar carreata no sábado, denominada “200 ANOS DE QUÊ?”, com concentração a partir das 14 horas na Rua Marcílio Dias, em frente ao Colégio Pelotense. Estarão convidados para este ato todos aqueles que são excluídos das comemorações dos 200 anos de Pelotas. A carreata passará na Primeira Acolhida no Parque da Baronesa. “Estaremos garantindo o transporte através de ônibus para aqueles servidores que queiram se somar e não possuam automóveis para podermos realizar uma grande carreata que questione junto à comunidade os 200 anos de quê?”, disse Duglas Bessa, presidente do Simp.

Na segunda-feira, a partir das 10 horas, em frente a Prefeitura, os municipários fazem o “CALDO DOS DEZ REAIS”, em referência ao reajuste proposto pela Prefeitura para o vale-alimentação.  Também ocorrerão apresentações culturais.

GREVE DOS MUNICIPÁRIOS COMEÇA A DAR RESULTADOS

O governo municipal, depois de afirmar diversas vezes publicamente que não negociaria com os servidores municipais em greve, apresentou proposta através do vereador Roger Ney, na condição de líder do Governo e da bancada do PP, após reunião entre os demais vereadores que integram a comissão que busca intermediar e reabrir as negociações junto ao Governo Municipal e representantes do Simp.

A proposta será levada a ser debatida pelos municipários na assembleia da próxima terça-feira. Consta da proposta: reajuste de 4,53% e acréscimo de R$ 10,00 no vale alimentação; retorno das atividades dos servidores e, a partir daí, retomada das negociações por parte do Governo; prazo até o dia 30 de abril para a categoria apresentar sugestões sobre as propostas de plano de carreira do Executivo; prazo até 30 de maio para o Executivo analisar e posicionar-se sobre as propostas, ficando fixado o prazo até o dia 30 de junho para o Legislativo votar o novo projeto. “Entendemos como um avanço o governo se dispor a apresentar uma proposta de data-base, já que até agora tinha se pautado pelo plano rejeitado. Mas, a proposta ainda é muito abaixo dos anseios da categoria. Esperamos que até terça o governo consiga melhorá-la, já que esta é a data de nossa assembleia”, afirma Tatiane Rodrigues, vice-presidente do Simp.

O sindicato dos municipários vê com estranheza o fato do executivo apresentar calendário para debate de plano de carreira. “Levaremos a proposta para apreciação na próxima assembleia, mas até este momento a posição da categoria é de não debater plano”, explica a vice-presidente.

Também não foi apontado nenhum avanço no que tange a pauta dos trabalhadores do SANEP. Os projetos do Executivo estão trancados no Legislativo até que encerre as negociações referente a pauta dos municipários da administração direta e indireta (SANEP). “O sindicato dos municiparios espera que o governo aponte um agendamento de reunião para tratar da pauta dos trabalhadores Sanep, já que quando estivemos na Câmara de Vereadores ficou acertado que as agendas seriam construídas para as duas categorias”, Tatiane Rodrigues.

DSC05752

MARCHA DOS MUNICIPÁRIOS DESMENTE DADOS DO GOVERNO

Com cartazes, placas e faixas os municipários foram mais uma vez às ruas de Pelotas para o terceiro dia de mobilização. Aproximadamente três mil municipários da administração direta e indireta (SANEP), caminharam pelas ruas centrais da cidade na 2ª Marcha dos 200. “A quantidade de trabalhadores na marcha contraria totalmente os dados divulgados pelo governo, confirmando a adesão dos servidores à greve”, afirmou Duglas Bessa, presidente do SIMP. Leia Mais >

  • Últimos Vídeos

    VÍDEO DO DEBATE DO SIMP COM OS CANDIDATOS À PREFEITURA DE PELOTAS (06/11/2020)
  • Programas SIMP

    Rádio Com 104,5 Fm
    Ouça Agora
    Quinta das 18:00 às 19:00


    Televisão
    Sexta das 19:00 às 20:00
    Canal 2 Viacabo
    Canal 14 NET

  • Tweets do SIMP

    Siga-me no Twitter!
  • Sugestões

    Sugestões