IMG_0884

SIMP SE REÚNE COM SECRETÁRIO DA SGCMU PARA TRATAR DE DEMANDAS DOS AGENTES FISCAIS

O Sindicato dos Municipários esteve reunido na última semana com o Secretário Municipal da Gestão da Cidade e Mobilidade Urbana, Jacques Reydams, para tratar de temas referentes aos Agentes Fiscais daquela Secretaria.

Entre os temas abordados, estiveram o fato de, quando em atividades fora do horário de funcionamento administrativo da sede da secretaria (12h30 às 18h30), além de finais de semana e feriados, os Fiscais se vêem obrigados a deslocarem-se uniformizados e identificados desde suas casas até os pontos de fiscalização e vice-versa, não havendo possibilidade de trocarem-se de vestimenta ou até mesmo de guardar seus pertences, aliada ainda à situação de insegurança, pois mesmo que durante a sua jornada possa haver o acompanhamento da Guarda Municipal, ao término desta  deslocam-se para suas residências sozinhos e ainda uniformizados, sofrendo, consequentemente, ameaças e retaliações, além da questão de que no período em que estão em deslocamento, não computa para efeitos de jornada de trabalho.

Também nas operações do programa “Pacto Pelotas pela Paz”, onde vários órgãos de segurança atuam, também à estes estão os Agentes Fiscais, porém, sem nenhum tipo de proteção individual (EPI), bem diferente daqueles integrantes dos referidos órgãos, os quais portam armas e coletes à prova de balas, não obstante já houve casos concretos em que estes servidores durante tais operações foram ameaçados e quando solicitaram ajuda à um dos referidos integrantes, lhe informou que estava na operação com outro fim e que assim quisesse, fizesse o registro do boletim de ocorrência na delegacia de pronto atendimento, revelando que nem atuando em conjunto com estes tenham a segurança garantida.

Outro ponto abordado foi o de que muitas vezes há a necessidade de realização de horas extras, e existem vários casos em que servidores realizaram 120 horas extras, porém, pagam destas, apenas 60 horas e as outras 60 a chefia obriga que sejam gozadas em folgas (no máximo duas por semana), também com os dias predeterminados, gerando um grande acúmulo.

Por fim, os Agentes Fiscais, quando designados para fiscalização principalmente de ambulantes ilegais no calçadão, em situações em que estes se negam a sair em face de, ou não haver segurança para acompanhá-los, ou por estar chovendo, acabam sofrendo consequências como atribuição de pontuação negativa e até falta não justificada, mesmo estando presentes na sede da Secretaria e aptos a cumprir a carga horária na íntegra.

O Secretário comprometeu-se em dar os encaminhamentos necessários para a solução destes apontamentos, além de outras demandas que não foram tratadas nesta reunião e que serão complementadas diretamente pelos próprios servidores.

índice

ATENÇÃO MUNICIPÁRIOS: SUSPENSA A GREVE NACIONAL DO DIA 05/12 E CONSEQUENTEMENTE PARALISAÇÃO DA CATEGORIA

O Governo não tem votos suficientes para aprovar a “Reforma da Previdência” e decidiu retirar a proposta da pauta da Câmara dos Deputados, que tinha previsto a votação no próximo dia 6.

O movimento sindical tinha decidido que, “se marcar a votação, o Brasil vai parar”.

Como não haverá votação na semana que vem, as centrais sindicais, CUT, Força Sindical, UGT, CTB, Nova Central e CSB, em decisão na manhã de hoje (01/12) decidiram suspender a greve nacional convocada para o próximo dia 05/12. Consequentemente, fica suspensa a paralisação dos municipários convocada pelo SIMP.

Conclamamos todos os trabalhadores e trabalhadoras a continuarem mobilizados, em estado de alerta, estando preparados para parar, fazer greve de protesto e greve geral, exigindo a não votação desta Reforma da Previdência que, na prática, acaba com a aposentadoria da classe trabalhadora.

Greve Geral (05.12.17) - site

PARALISAÇÃO DOS MUNICIPÁRIOS: GREVE NACIONAL DIA 05/12

O SIMP convoca todos os municipários a paralisarem suas atividades durante todo o dia 05/12 (terça), nos três turnos (manhã, tarde e noite), aderindo à Greve Nacional chamada pelas centrais sindicais, na luta contra a Reforma da Previdência e em defesa dos direitos. Embora o chamamento está sendo feito próximo à data do dia Greve, tal pressa se dá em face também da pressa do Governo Federal em querer que a proposta seja votada até dia 16/12. Quanto às atividades do dia 05, local e horário ainda serão confirmados, o que oportunamente haverá divulgação através das mídias do Sindicato.

A Reforma da Previdência tem sido tratada pelo Governo Federal, através de várias e caras inserções nas mídias (diga-se de passagem, pagas pelos próprios trabalhadores que poderão ser atingidos) de forma maldosa e mentirosa, como o único meio de acabar com “privilégios” dos servidores públicos, sendo que o presidente vem tentando por meio de jantares e negociatas com deputados federais, lhes liberando emendas parlamentares, desde que votem a favor da proposta.

É importante ressaltar aos municipários que a proposta atinge a todos, seja aumentando o tempo de contribuição, de idade, mesmo quem já tiver na idade sugerida para transição terá de trabalhar mais (pagar um “pedágio”), pensão por morte e aposentadoria só serão acumuláveis desde que juntas não ultrapassem ao valor de 2 salários mínimos nacionais, e tantas outras situações maléficas. Por isso a importância de que todos paralisem as atividades em seus locais de trabalho, para que em nível nacional tenha a demonstração de mobilização, força e união, pressionando os deputados federais a votarem contra a proposta, pois para ser aprovada, tem de contar com 308 votos.

Sem título-1

NOTA DO SIMP DE DENÚNCIA CONTRA A PREFEITURA, VEICULADA NO JORNAL DIÁRIO DA MANHÃ DE QUARTA (28/11)

  • Últimos Vídeos

    Programa de TV do SIMP de 05/01/18
  • Programas SIMP

    Rádio Com 104,5 Fm
    Ouça Agora
    Quinta das 18:00 às 19:00


    Televisão
    Sexta das 19:00 às 20:00
    Canal 2 Viacabo
    Canal 14 NET

  • Tweets do SIMP

    Siga-me no Twitter!
  • Sugestões

    Sugestões